índice das matérias novidades e atualizações.

.

O que faz um Javali ser o Javali Selvagem Sus s. scrofa ?


 


Cabeça
: se impõe, e é pouco móvel. O crânio é maciço, estreito, cônico em formato de cunha, chanfro reto alongado, medindo aos dois anos + de 22 cm de comprimento entre a base dos olhos e a ponta do focinho de cor preta.


A cabeça é um elemento fundamental no reconhecimento entre macho e fêmea. Ele o macho possui formidáveis caninos inferiores, cuja inserção à raiz é profunda na mandíbula. A fêmea  possui o focinho mais afinado e as presas menores.  Esta parte da cabeça é o principal órgão do tacto e uma ferramenta muito útil para revolver o solo. Seu olfato assim como a audição são seus sentidos mais apurados.

Olhos: posicionados na parte alta da cabeça, estreitos entre si, pequenos, vivos e de cor castanha. Por se tratar de animal de hábitos noturnos sua visão é melhor à noite e não tem a mesma perfeição do olfato e da audição.

Orelhas: pequenas, pontudas e notadamente levantadas, são postadas na parte alta da cabeça. Sua audição é excelente: ao menor rumor o javali se imobiliza e se volta na direção do ruído , aponta as orelhas e atentamente escuta e fareja.

Presas: nos machos, a partir do 3º ano, as defesas se projetam mais acentuadamente para fora da boca e representam o tão cobiçado troféu. São quatro os caninos com crescimento contínuo: os dois inferiores, os maiores, são afiados pelos dois superiores. O javali utiliza os caninos inferiores para desenterrar raízes, tubérculos, minhocas para se alimentar e também para atacar e se defender. Conforme ilustrado abaixo, os caninos inferiores chegam a medir mais de 30cm de cada lado, sendo que 2/3 da sua medida refere-se à parte inserida no maxilar:


Método de Brant
Avaliação da idade dos machos X tamanho de suas presas

 

Retorna

Avança

Caixa Postal 24 - Cep 14230-000 - Serra Azul - SP - Brasil         (0xx16) - 3951 5720    E-mail: jcprada@jcprada.com.br